Cansei desta brincadeira…

Quer saber de uma paixão minha? Eu adoro quebra-cabeças! Quando eu era pequena, ficava fascinada com o desafio de montar várias pecinhas para chegar a um todo, sempre colorido e revelador. Minha curiosidade aguçava. Eu precisava desta novidade diária. Mesmo que eu passasse dias tentando montá-lo, o prazer de colocar tudo em ordem, certinho e alinhado, me fazia sorrir de orelha a orelha. Assim como nós queremos que seja com a vida também.

Eu acho a maior graça de algumas pessoas. Sempre adiando as coisas. E o mais engraçado é que elas sempre estão sem tempo. E protelam coisas para, lá na frente, não terem tempo de resolvê-las. Burrice a minha. Até parece que o tempo não resolve as coisas. Ele resolve tudo. Encaixa tudo milimetricamente, para que não sobre espaços.

Espaço é uma coisa que me incomoda. Não espaço de menos, porque é reconfortante, mas espaços de mais. Até na época de escola, aqueles exercícios que tinham lacunas pra gente completar com a resposta correta me incomodavam. Se um espaço vazio (pontinho-pontinho) traz a resposta correta, então quer dizer que, no pé que as coisas estão, eu terei a solução para tudo isso.

E já estou tendo. E sinceramente, eu quero você bem distante disso. Você, nada mais é que um quebra cabeças de mil peças, que eu levarei no mínimo uns dez anos para montar. E isso se eu conseguir, porque o desafio de te compreender é grande.  É tudo tão misturado, que eu não sei identificar onde começa e termina. Aliás, eu cansei de tentar entender. Cansei desta brincadeira.

E quando eu canso, não quero mais saber. Fecho a porta, coloco a música alta, e esqueço o mundo lá fora. Não quero mais lembrar de nada, não quero pensar no amanhã, não quero agir, consertar, resolver nada. Eu simplesmente boto um ponto final e fecho o livro. Desencano, como o “beleza” que você tanto diz. Beleza? Não vejo a beleza, disso. E não me interessa mais saber. Não tô nem um pouco afim de passar meus dias tentando te interpretar.

Ler com sono, cansa. Ouvir a pessoa reclamar da mesma coisa, abate. Ter a mesma rotina esgota. Tentar resolver os mesmos problemas é chato! E tentar te entender, pior ainda! Larguei você na estante dos meus sentimentos e vou deixar você lá por um bom tempo. O tempo necessário para meu coração perceber que você não tem mais serventia e minha sanidade jogar você no lixo. Eu conheço seu início e fim de cor, sei todos os seus atalhos. Então, não me faça perder tempo caminhando em círculos. Se for para isso, desculpe, mas procurarei outras rotas.

Algumas brincadeiras são legais até certo ponto.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s