Rotina.

Eu tenho dado gargalhada sozinha das coisas que você dizia. Vou almoçar nos mesmos lugares que íamos e sempre peço a bebida que você gostava. Faço um brinde a você, como a comida com pressa, largo os talheres e penso que você poderia estar ali. Mas nunca está.  Entro na livraria e vejo a capa do seu livro preferido e tento imaginar se você já conseguiu terminar de ler as seiscentas e vinte e duas páginas dele, ou se caiu no sono e o largou na metade. Aliás, você tem a mania disso: cansa e deixa coisas inacabadas pelo caminho.

Entro numa delicatessen e peço uma fatia de torta alemã. E você sabe que é meu doce preferido, porque praticamente me forçou a comer uma. E eu nunca precisei dizer que eu adorava o doce, e eu nunca preciso dizer nada a você. Já me conhece o suficiente para sugerir qualquer coisa.

Esta semana vi o mesmo filme que vimos juntos.  E desta vez pude entender a história de fato. Na vez que vimos, eu estava tão preocupada em te mostrar qualquer coisa que fosse, que nem dei ideia pro que passava na tela. Saí de lá com a impressão de filme bobo. E você, super falante e empolgado com a história. Naquele dia achei que aquilo nunca daria certo. E não deu.

Também entrei numa loja de CDs e pedi para ouvir aquela banda que você prefere. Eu acho a banda patética, sem talento algum, mas quando ouvi, passei a gostar. Imaginei o quanto você ficaria feliz se eu te presenteasse com aquilo. Pensei em pedir embrulhado para presente. Mas não. Tirei o fone e agradeci o atendente. Minha ficha caiu a tempo.

Esses últimos dias tem sido de um sol absolutamente encantador. Acordo cedo, olho pela janela e meu primeiro pensamento tem seu nome. Sei que você gosta de praia. Eu detesto, mas por você até faria um sacrifício, se fosse alguns meses atrás, claro. Hoje não estou disposta a me sacrificar tanto.  Então, decido sair para correr ao som de Maroon5, a banda que você não curte, só porque tenho uma histeria sexual pelo vocalista. Hoje isso não é mais da sua conta. E escuto minha música sem culpa.

Até para cozinhar eu tenho cautela. Nunca mais fiz seu prato preferido em minha casa. Faço o do que eu gosto, uma homenagem a mim mesma. E mais uma vez, brindo com sua bebida preferida e termino o jantar largando o prato cheio e o coração vazio. Isso também não é de seu interesse, entenda. Eu apenas gosto de desabafar um pouco.

Como desapegar de algo que está tão grudado? Eu não sei te dizer. Não sei mesmo. Mas acho que estou indo bem. Tirei o pé do acelerador. Evito alguns lugares, algumas comidas, alguns doces, livros e músicas e assim vou seguindo. Esquivo-me de algumas lembranças, tento me divertir com as pessoas que amo, distraio-me com reportagens absurdas, procuro pensar em outras coisas. Aliás, tento até imaginar que isso nunca existiu.  Mas aí você me liga e faz tudo que eu construí desmoronar em um segundo. Pergunta onde eu fui, aonde eu irei amanhã, pede para que eu me comporte na sua ausência, que eu jamais te esqueça e desliga o telefone. Mais uma vez você vem como um furacão e devasta tudo. E lá vou eu com meus poucos recursos tentar colocar tudo em ordem outra vez.

Você não me merece. E se ler isso, vai dizer que sou autossuficiente, como já disse várias vezes pra mim. Autossuficiente?  Fico admirada por você me conhecer tão bem e ainda achar que eu só dependo de mim mesma. Ah ta! Você está certo! Você não consegue ver as coisas como elas realmente são. E eu não me importo mais em tirar a venda dos seus olhos.

Seu ciúme não me interessa mais, se você pergunta de mim aos demais não é problema meu, se você imagina onde estarei é porque sabe que você está com um pé fora da minha vida. E se você fica triste por não ser mais prioridade pra mim, bem feito pra você! Esse dia vai chegar, tenho certeza!

Às vezes eu mesma fico admirada com a minha habilidade em blefar…

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s