Sorriso.

 

Hoje um homem no ônibus me cumprimentou às sete da manhã com um sorriso carregado de gentileza. Achei estranho aquilo. Ele sorriu e me desejou um bom dia. Não entendi mais nada.  Fui até o trabalho caminhando e pensando naquilo, como se eu tivesse escutado uma frase de efeito, daquelas que a primeira vez que você ouve, já pensa em tatuar. Eu sou boba assim mesmo, sempre penso em perpetuar em mim coisas que me chamam a atenção.

Quando cheguei ao prédio onde trabalho, o porteiro, nada simpático, resolveu que aquele seria o dia do São Contrário. Olhou para mim e me deu outro bom dia. Ajudou-me com minhas bolsas e disse para eu tomar cuidado com a chuva. Aceitei e agradeci, embora tivesse perplexa com tudo aquilo.

Quando sentei em minha mesa, uma colega de trabalho me convidou para almoçarmos juntas. E eu, que sou a mais nova integrante da equipe, sempre tão calada e desajustada do grupo, mostrei-me grata pela atenção e lembrança. Fomos almoçar juntas e mais colegas vieram ao nosso encontro, e de uma dupla, virou um grupo animado e vibrante!

Quando voltei da refeição, silenciei por um minuto e pensei: por que será que as pessoas estão tão alegres hoje? Por que elas estão felizes em suas palavras, seus gestos e interações? Nunca havia vivenciado isso antes, senti-me como no mundo maravilhoso de contos de fadas, onde todos são sorridentes e nunca há tristezas para contar. Neles nenhum personagem da trama acorda de ovo virado, não tem contas para pagar,  não ficam tristes por quebrarem as unhas e terem que cozinhar ao chegar do trabalho. Tudo tão perfeito e sadio. Comportadinho e usual. E eu que não gosto do que amarrota, deixo constantemente o vestido de gala e parto pra folia.

A regra é clara: você atrai o que você sente. Não precisa ser médium, místico ou vidente para saber disso. O que existe dentro de nós vibra numa intensidade tão absurda que isso invade a vida de outras pessoas. E eu ando numa felicidade tão esfuziante que eu não quero guardar nada pra mim, quero que isso jorre e inunde os lugares por onde eu passar, as pessoas que eu amar e todos aqueles que brincam de ciranda em volta de mim. Quero carregar o fardo nada pesado de um sorriso escancarado, sendo sete horas, cinco ou meia-noite, e que o meu bom dia seja o mais bem disposto. Até mesmo porque eu tenho que estar preparada, muitas felicidades estão no caminho à frente de mim, conquistarei muitos amores, grandes amizades e não é qualquer um que sabe lidar com o melhor.

Deixe de bobeira… Abra a janela da sua alma! Não é porque um amor não deu certo que você não vai amar de novo. Nem porque um amigo virou as costas que os outros futuros ficarão esperando horas na fila. Muito menos porque não valorizaram algo que você fez, que você fracassará eternamente. Não! Descortina essa desesperança vazia, vai. A vida é tão linda! Ela ainda vai te surpreender muito! E ela é assim mesmo: feita de desencontros e recomeços. Não vale a pena economizar alma não. Deixe para economizar dinheiro, que uma hora pode acabar. A alma é uma fonte inesgotável de coisas boas! Irradie!

Hoje eu entendo que um sorriso faz toda a diferença na vida de uma pessoa. E se você não sabe doar através do expandir de seus lábios, dedique-o através de ofertas feitas pelo coração a outro coração. Faz um bem danado!

Anúncios

2 comentários sobre “Sorriso.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s