Da Boca Pra Dentro.

DBPD4

Há dois meses atrás, li o livro da minha querida amiga Yohana Sanfer, “Da Boca Pra Dentro”. Quem ainda não a conhece, recomendo a leitura. É um livro lindo, por dentro, por fora, escrito por alguém que tem a alma mais bonita que o lilás da capa. E quem já conhece seus textos, concordará comigo.

São um pouco mais de cinquenta crônicas, que nos fazem conhecer  mais da autora. Ela conta em suas páginas histórias de seu cotidiano, memórias, sentimentos e pensamentos. Em algumas delas a emoção me tomou por completo e ficou quase impossível não chorar. De um jeito leve e tocante, sua prosa nos toca no íntimo. Eu, por exemplo, me identifiquei com suas lembranças várias vezes, o que me fez gastar uma caneta marca-textos inteira, devorando seu livro em dois dias.

Mas o nome do livro me chama muito a atenção e me faz recordar de coisas que fui instruída na infância: não falar de boca cheia, não comer demais, não falar além da conta e desrespeitar os mais velhos. Isso sem falar quando somos bebês, que por falta de entendimento ainda, a mãe nos pede para não colocar algo na boca, que podemos engolir e engasgar.

Mas vamos combinar? A boca também não é porta para comida e palavras. É ponto de encontro, de beijos, quando duas almas se reconhecem e se conectam. Essa conexão pode não durar muito tempo, mas certamente existirá o tempo necessário para que a gente se lembre em conversas com amigas, em sonhos, ou até mesmo olhando para a foto da outra pessoa.

E, se essas bocas se unem por muito mais tempo que o esperado, aí o coração começa a trabalhar batidas apressadas, declarações a serem feitas, surpresas a serem elaboradas, encontros a serem marcados. Os olhos  mudam e trazem um brilho diferente. Os pensamentos tomam forma do nome da outra pessoa, a chuva é mais bonita, o céu é mais azul e toda essa coisa poética que só nos acomete quando estamos apaixonados. E a paixão, o amor, ou seja lá o que for, sempre nasce dentro primeiro, com um embriãozinho que nos garante dias mais coloridos e felizes.

Tudo que existe em nosso pensamento e em nosso coração é de suma importância, pois eles norteiam nossas ações. Através de nossos sentimentos, podemos ver um dia ensolarado batendo na janela ou um céu cinzento, carrancudo. Quando vemos uma flor bonita e ela nos tira a fala, é a emoção que nasce, não floresce, mas que não deixa de existir, enfeitando nosso interior . E, quando a parte de dentro é feliz e interessante, isso reflete por fora e atrai a mesma energia.

Mas não se engane. Repito: nasce dentro.

Alguém tem alguma dúvida que as melhores coisas da vida existem “Da Boca Pra Dentro”?

Aryane Silva

PS: quem quiser contato com a autora, faça-o através do e-mail: yosanfer@yahoo.com.br

Anúncios

4 comentários sobre “Da Boca Pra Dentro.

  1. Aryane, você tem um jeito todo especial para explicar nossos sentimentos, que embora muitas vezes diferentes, mas as reações são sempre iguais. Genial essa conclusão de que tudo acontece da boca para dentro e muito bem colocado o título do livro (vou correr atrás via e-mail para adquiri-lo).
    Não a conheço direito, mas pelas suas idéias criativas, deve ser uma delícia conversar e “trocar figurinhas” com você.
    Como sempre, adorei a postagem.
    Um beijo,
    Manoel

  2. Ah Manoel, você sempre tão atencioso e carinhoso. Esse livro é lindo, minha amiga caprichou. E se você acha que eu tenho sensibilidade, vai virar fã de carteirinha da Yohana Sanfer. 🙂

  3. Querida Cláudia, eu sou suspeita em falar, porque esperei esse livro com muita ansiedade! É o tipo de leitura que a gente revisita sempre que pode! Livro de cabeceira! Beijo!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s