Te (en)cantar

11079114_885847788145076_225747826_n

Quero te cantar. Encantar também, se possível. Quero te compor, esmiuçar o que você tem por dentro e que eu ainda não conheço. Te reconhecer na primeira nota. Na segunda, encontrar seus olhos sorrindo para mim. Na terceira, te amar como uma música infinita, que não dependa de violão, acordes, harmonia: só nós dois. Você, que mora na minha mente desde o dia que te conheci. Eu, que me despedi não querendo, lamentando, experimentando a elasticidade do tempo. Que toda essa falta de história nos abrace e seja musicada à altura de tudo o que sentimos.

Quero te fazer música. Sorrir quando ela tocar em algum lugar alheio à nossa vontade. Me emocionar quando eu a dedilhar para te trazer perto, sem o medo de compromissos, horas ou relógios nos separarem. Que a melodia seja tudo o que eu não consegui dizer. Que a letra seja você rimada, parafraseada, urgente e descontraída.

Quero te ouvir. Deitar na cama, fechar os olhos e saber que você pode existir inúmeras vezes, no repeat, ecoando pela minha casa, entrando em mim, sem pedir permissão. Saber que te dei alguma coerência, consistência, significado. Que o homem desacreditado que fui dê lugar ao cara pateticamente apaixonado que sou, sem me envergonhar disso.

Quero te tocar. Primeiro, no violão. Depois, pessoalmente.

Aryane Silva

Fotografia: Aline Bravo

Anúncios